segunda-feira, 27 de março de 2017

Maior trunfo da novela, Vera Holtz carrega a reta final de "A Lei do Amor" nas costas

"A Lei do Amor" sofreu várias alterações em virtude da baixa audiência e da interferência dos grupos de discussão. Muitas dessas mudanças foram péssimas para o enredo de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, prejudicando o conjunto do folhetim (dirigido por Denise Saraceni) ---- que está em plena reta final ---- e retirando de cena bons personagens, implicando ainda na aniquilação da personalidade de vários que permaneceram. Entretanto, uma única situação ficou melhor e foi justamente o crescimento da vilania de Magnólia (Vera Holtz).


A personagem sempre foi uma das mais atrativas da história e foi a mentora do plano que separou Pedro (Reynaldo Gianecchini) e Helô (Cláudia Abreu) na primeira fase. Porém, ao longo da segunda fase, a vilã apenas proferia frases de efeito e pouco agia. Apenas ameaçava e muitas vezes ficava de lado, enquanto Tião (José Mayer) era o autor das maiores vilanias da trama, enfrentando todos e mandando executar seus inimigos. Ela guardava vários segredos e todo esse mistério em volta da matriarca da família Leitão era mantido escondido pelos autores.

Com as mudanças no roteiro, os 'sigilos' de Mag foram quebrados mais cedo e a sua verdadeira face foi mostrada para o público. O intuito era, claramente, deixá-la como uma figura dúbia por um bom tempo, mas as mexidas na história fizeram a grande vilã ser completamente exposta assim que o seu caso de 20 anos com Ciro (Thiago Lacerda) foi revelado.
A partir de então, a personagem cresceu e se revelou a grande peste da novela. Realmente, o lado cruel e assustador da fria madrasta de Pedro deveria ter sido exibido antes, até para destacar o imenso talento da atriz.

Vera Holtz sempre esteve ótima em "A Lei do Amor" e agora vem ganhando sequências dignas da sua capacidade cênica. Um de seus melhores momentos foi quando Mag assassinou Beth (Regiane Alves). Após ser chantageada pela amante do Ciro, que descobriu o seu caso com o genro, a esposa de Fausto (Tarcísio Meira) a atraiu para uma emboscada e a matou com um tiro certeiro. Antes do crime, a cruel mulher ainda propôs uma reza com sua vítima, que negou alegando não acreditar em Deus. Magnólia 'lamentou' a resposta e a assassinou com frieza. Vera e Regiane deram um show na cena que marcou a grande virada na conduta da vilã. Apesar do erro em retirar da novela uma personagem tão promissora quanto Beth, foi uma das melhores cenas do folhetim.

Depois do crime, a matriarca incorporou de vez a figura de grande malvada da história. Vale destacar ainda o ótimo momento em que Mag ameaçou Fausto com uma arma, pouco tempo depois de ter matado e enterrado o corpo da sua última vítima. O olhar de ódio de Vera imprimiu toda a fúria daquela mulher capaz de tudo para derrubar seus inimigos. Desde então, a personagem vem protagonizando cenas muito boas, mesmo diante dos inúmeros equívocos do enredo. O instante em que foi desmascarada por Fausto e quando passou a ficar sob a mira das chantagens de Tião, além do assassinato de Élio e da sua prisão na hora da fuga (graças a Pedro), foram algumas delas.

Toda a saga de Mag na prisão também merece uma menção especial, vide os seus embates com as presas e quando precisou encarar a visita de Tião, que revelou a farsa do casamento deles. A fuga da vilã, logo após ter assassinado a sua maior inimiga na cadeia, foi outro instante que serviu para comprovar o quanto que Vera Holtz está carregando a reta final do folhetim nas costas. É impressionante como a atriz engrandece qualquer cena, valorizando a sua personagem sempre que aparece e imprimindo ainda um toque sarcástico extremamente benéfico para a psicopata.

A grande vilã da história segue sendo o foco de todas as atenções nos instantes finais da trama, pois sequestrou Helô e transformou a vida de todos em um inferno mais uma vez. Até porque, tirando a vilania da ex-toda poderosa, não há mais nada para contar, com exceção da volta do câncer de Letícia (Isabella Santoni), que acaba ligado indiretamente ao sequestro da mocinha, uma vez que a gravidez da mãe da menina é vital para a cura da doença ---- situação vista igualzinha em "Laços de Família" . O folhetim tem se resumido a vários personagens avulsos e no cansativo mistério em torno da identidade de Marina (Alice Wegmann), que é a Isabela mesmo. Ou seja, tem valido a pena assistir apenas por causa da viúva de Fausto.

O maior destaque em cima da vilania de Magnólia foi um acerto em meio a tantas mudanças equivocadas de "A Lei do Amor" e a maior beneficiada foi Vera Holtz, que passou a dominar a novela das nove, sendo a responsável pelas melhores cenas do folhetim e protagonista dos únicos grandes momentos da reta final da novela de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari.

30 comentários:

Johnny disse...

Texto perfeito e que imprimiu tudo o que a grande e maravilhosa Vera Holtz fez pela novela. Um show de atuação! <3

Anônimo disse...

Vera tá fantástica mesmo.

Anônimo disse...

Ela foi maravilhosa como vilã, mas essa novela se perdeu para agradar um público burro.

Sandro disse...

Texto merecido!

✿ chica disse...

Ela está a cada dia mais empenhada no seu intento. Bela atuação! abração,linda semana!chica

Debora disse...

Olá Sérgio tudo bem???


Não assisto essa novela, mas a Vera Holtz é maravilhosa!!!



Beijinhos;
Débora.
http://derbymotta.blogspot.com.br/

Pamela Sensato disse...

Ela é uma excelente atriz!

Beijinhosss ♥
Blog Resenhas da Pâm

Anônimo disse...

Que pena que essa novela afundou, eu não curti tanto a proposta por achar clichê demais mas torci por Maria Adelaide e Vincent. Vera Holtz é incrível mesmo, mereceu a vilania. Aliás Mag se mostrou uma mulher sexualmente ativa, o que achei de muita coragem em um meio como o da TV. Enfim, pra mim o marasmo está total em novelas até João Emanuel Carneiro voltar, o que ainda demora.

Bianca disse...

Vera é uma atriz maravilhosa porém, eu custo a acreditar que essa novela esteja sendo escrita pela Maria Adelaide e pelo Vicent. Acho que eles abandonaram o barco e quem assumiu tudo foi o Ricardo Linhares, tem muita coisa dele nessa reta final, inclusive o texto fraco.

Gustavo Nogueira disse...

Sérgio, pode-se dizer que a única mudança que os autores acertaram foi no aumento da importância da Mag e um enfoque maior nas maldades dela.No começo da segunda fase a Vera Holtz estava apagada e sua vilã parecia que seria decepcionante, assim como foram a Shirley, a Cora, a Beatriz, a Inês, a Atena, mas a partir do momento em que ela matou a Beth(apesar de realmente ter sido um erro dos autores), a personagem cresceu muito e assumiu a função de grande vilã da história que antes era ocupada pelo Tião.Vera Holtz tem sido realmente o único grande atrativo dessa reta final de A Lei do Amor, suas cenas do presídio foram ótimas.Aliás essa reta final está repleta de situações cansativas, como o mistério da identidade de Marina(que ninguém se importa), o desfecho de casais desinteressantes como o Misael e Flávia e Salete e Gustavo, o drama do estupro da Vitória que foi inventado do nada e ainda mostrou vários furos(apesar da ótima interpretação da Camila Morgado), o Pedro implorando perdão a Helô e ela recusando(ele não merece perdão, mas infelizmente ele vão ficar juntos), aquela Mileide irritante com aquela igreja dela, o Hércules do nada virando um vilão(ele era na primeira fase, mas na segunda fase isso havia sido deixado de lado, ele havia virado um personagem cômico ao lado da Luciane mais um erro dos autores).Pra mim Magnólia Costa Leitão entrou na lista das grandes vilãs, apesar da novela ser bem fraca, mas estávamos precisando de grandes vilãs no horário das 9, a última grande peste desse horário foi a Aline de Amor à Vida.E Vera Holtz como sempre dando um show de interpretação!

Anônimo disse...

só não entendo pq esconderam o caso dela com o ciro pro público durante tanto tempo? me dó de chocar a família brasileira? pressão da alta cúpula da globo? pq numa semana mag e ciro conversam sozinhos de maneira formal ai na semana seguinte do nada aparecem se agarrando e tendo um caso de 20 anos! pqp! 20 anos. ai como que num passe de magica ciro desencanta da bucetada que levou durante 20 anos e volta a ser um homem bom , íntegro! ah vá!

Germana disse...

Olá Sérgio!!
Confesso que não estou mais assistindo A Lei do Amor (provavelmente eu volte agora na última semana), mas quando assistia achava a Mag uma vilã OK, nada demais. Achava interessante a hipocrisia e cara-de-pau dela, sempre negando tudo que lhe comprometia, mesmo quando todo mundo já sabia.
Mas é inegável que nas cenas em que a Mag mostra sua verdadeira face são as melhores para Vera Holtz, que realmente dá um show nelas.
No mais, é isso. Abraços!!

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Perfeitas considerações.
Demorei a me engrenar na assistência dessa novela que, a princípio, estava muito desinteressante.
Magnólia (Vera Holtz) tem sido mesmo a grande atração da trama. E como trabalha bem! Dá show de interpretação.
Só não entendi a mudança radical de Isabela, como Marina. Quando ela retornou, entendi que seria por vingança e revolta; contudo, ela teve oportunidade de saber da inocência de Tiago, mas continua com atitudes suspeitas, longe de ser aquela menina doce do princípio da trama. Será que perdi alguma coisa? rsrs.

Abraço.

Ana disse...

A Vera Holtz está dando um show de interpretação. A Mag é de fato a personagem mais interessante da novela. E o momento em que ela assassinou a Beth foi eletrizante.

Vamos aguardar o final da Mag e do Tião, e desse amor "torto" que eles tiveram (no fundo, o Tião ainda é apaixonado por ela. Aliás, foi a vida toda). Apesar dos pesares, a novela não foi ruim. Sim, poderia ter sido melhor, mas isso vale para muitas outras novelas também, não é? Vamos aguardar o final. A estória da Isabela-Marina não deve render muito, já ficou cansativa demais. O mais interessante vai ser mesmo o final da Mag.

Hypado disse...

Desde o inicio ficou claro que o Pedro, o Tião Bezerra e a Magnolia eram os três protagonistas e únicos personagens bons da trama. E isso ficou claro.

Aliás, já amava a Vera Holtz, mas depois da Mãe Lucinda em Avenida Brasil e da Mag em A Lei do Amor, minha admiração por essa perfeita atriz brasileira, apenas aumentou ainda mais.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Johny!

Sérgio Santos disse...

Deu show, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Uma pena, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Sandro.

Sérgio Santos disse...

Fato, Chica.

Sérgio Santos disse...

Ela é, Debora. bjss

Sérgio Santos disse...

Sem duvida, Pam.

Sérgio Santos disse...

Eu tb torci, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Tb me custou a acreditar, Bianca...

Sérgio Santos disse...

É verdade, Gustavo...

Sérgio Santos disse...

Demoraram demais com isso, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Concordo, Germana. Abração!

Sérgio Santos disse...

Essa trama da vingança foi estúpida demais, Vera... Nem tente entender.. bjsss

Sérgio Santos disse...

Até que gostei do final dos dois, Ana...

Sérgio Santos disse...

Ela é fantástica,, Hypado.